Ouse na cor, mesmo em espaços pequenos

Tem falta de espaço? Por isso, privilegia o branco. No entanto, contrariamente à crença popular, o branco tem tendência a "esmagar" os volumes e, em monocromia, revela-se profundamente frio.
Para combinar cores num espaço pequeno sem medo de errar, eis algumas ideias.

Pretende ampliar o espaço?

Escolha o azul, o verde ou o violeta (nas suas declinações mais azuladas).
As cores consideradas frias, seja qual for a tonalidade, evocam calma e tranquilidade e permitem ampliar visualmente os volumes. Para aquecer a atmosfera, não hesite em associá-las ao bege (mais do que ao branco) ou a materiais quentes e naturais como a madeira, o linho, o algodão ou a lã.

Pretende delimitar os espaços?

Separe uma divisão em dois com a cor: opte por uma tonalidade forte (quente ou fria) numa parede e combine-a com uma tonalidade neutra (um branco pintado no mesmo tom, um bege ou até mesmo um cinzento). 
Do mesmo modo, poderá também delimitar as diferentes zonas de um estúdio: por exemplo, a aplicação de uma cor quente (do amarelo ao vermelho) na secção da cozinha permitirá reforçar a função desta divisão.
 

Pretende realçar o lado mais acolhedor do seu espaço?

Opte por tonalidades suaves ou pastel, as quais proporcionam a luminosidade indispensável sem tornar a divisão mais pequena. Para realçar o lado acolhedor, poderá aplicar alguns toques de tonalidades escuras e intensas como os pretos coloridos (atualmente muito em voga), os azuis-escuros, os amarelos temperados ou os cinzentos quentes. Reserve-os, no entanto, para uma parede, para os acessórios ou para o teto (se a altura e a luminosidade da divisão o permitirem) para preservar a sensação de espaço.
 

Onde quer que aplique, o essencial é sentir-se bem com a sua decoração!

Necessita de ajuda para encontrar as melhores cores complementares?

Dirija-se a um dos pontos de venda nossos parceiros e fale com os nossos especialistas de decoração que o ajudarão a preparar a sua tonalidade.