Cor e acabamento

Mate, cetim, veludo ou brilhante... como escolher o tipo de acabamento?
Se esta escolha depende claramente dos gostos de cada um, depende também da utilização da divisão, da superfície a pintar e da sua manutenção.  
Além disso, a mesma cor poderá parecer diferente consoante o tipo de acabamento escolhido e o suporte onde é aplicada.

A pintura Mate

O mate absorve a luz sem a refletir, oferecendo-lhe a vantagem de ocultar os pequenos defeitos superficiais

Um acabamento mate reforça a sensação de sobriedade e é perfeito para ambientes calorosos, acolhedores e sempre muito contemporâneos. Por transmitir essa sensação de sobriedade e relaxamento, o mate é ideal para salas de estar ou quartos de adulto. No entanto, a sua textura um pouco rugosa torna esta pintura inadequada para zonas de passagem (hall, corredores), quartos de criança ou casas de banho (maior risco de reter sujidade).

Na decoração

O mate destaca particularmente os tons suaves e neutros, bem como os tons muito saturados.

A pintura Semi-Mate

Uma boa alternativa entre o mate e o acetinado!

Oferece todas as vantagens de um acabamento acetinado (boa resistência e fácil manutenção).
Resistente aos impactos, a pintura veludo adapta-se, portanto, a todas as divisões da casa e o seu aspeto aveludado atenua as imperfeições dos suportes.

Na decoração

O veludo destaca sobretudo os tons escuros para ambientes acolhedores.

A pintura acetinada

Por ser resistente a impactos, à sujidade e ser de fácil manutenção, o acabamento acetinado é a pintura utilizada com mais frequência, sobretudo em divisões húmidas e zonas de passagem.

O aspeto acetinado, entre o mate e o brilhante, reflete a luz proporcionando assim um acabamento sedoso e caloroso.  
No entanto, é importante preparar o suporte antes da aplicação: ao refletir a luz pode revelar as imperfeições da parede.

Na decoração

O cetim destaca todas as tonalidades, sejam elas de tons pastel, médios ou escuros, frescos ou acinzentados.

A pintura Brilhante

A superfície brilhante reflete a luz (sobretudo se utilizar uma laca que dê a sensação de maior amplitude dos espaços).

Isto implica, portanto, uma excelente preparação das superfícies a pintar antes da aplicação.
 
De grande resistência, o brilhante adapta-se perfeitamente a casas de banho e cozinhas, bem como a divisões com pouca luz. Para evitar que se torne demasiado vistoso, é utilizado, essencialmente, como complemento de outras pinturas (mate, acetinado ou semi-mate) e não de forma global.

Na decoração

O brilhante destaca, sobretudo, os tons vivos e escuros.

NOTA

Porque é que uma cor parece diferente consoante o acabamento escolhido?
Com um acabamento brilhante, a superficie parece totalmente lisa: quase toda a luz é refletida a partir do mesmo ângulo.
Com um acabamento acetinado, a superfície apresenta algumas asperezas: uma parte da luz é refletida a partir do mesmo ângulo e a outra em todas as direções.
O acabamento mate é irregular e pouca luz é refletida em todas as direções (apenas uma ínfima parte de luz é refletida a partir do mesmo ângulo).
  
Para o ajudar a escolher o seu acabamento, consulte o catálogo CHROMATIC® onde se encontram representados os 3 matizes de uma tonalidade.